Startupi

Startupi

Publicado em 09/10/2019 às 16:00:00

Mitos, verdades e curiosidades sobre a biometria

A?biometria?tem experimentado um crescimento exponencial em praticamente todas as ?reas dos setores de servi?os?e com?rcio. De acordo com a empresa de pesquisa de mercado Research and Markets, a expectativa ? que at? 2023 o investimento nesta tecnologia supere US$ 51 bilh?es.

No ano passado foram gastos cerca de US$ 39 bilh?es em equipamentos e?pesquisas, o que significa que o aumento poss?vel at? 2023 ? de cerca de 22%.

Como qualquer novidade tecnol?gica, a?biometria levanta d?vidas e?questionamentos por parte da popula??o. Afinal de contas, ela usa caracter?sticas pessoais (como digitais dos dedos, ?ris dos olhos, face etc.) para distinguir um indiv?duo do outro. Ao mesmo tempo em que gera admira??o em alguns?e?torna mais pr?tica atividades cotidianas, centenas de?mitos?e?desinforma??es s?o difundidas.

No Brasil, especificamente, uma das ?reas onde o assunto est? mais sendo debatido ? em rela??o ?s elei??es. Desde 2008, a Justi?a Eleitoral tem coletado as digitais de brasileiros em munic?pios de todo o pa?s. A ideia ? criar um banco de dados dos eleitores para que ocorr?ncias de fraudes diminuam no per?odo eleitoral. Entre as cidades onde o cadastramento ? obrigat?rio, mais de 30% da popula??o ainda n?o compareceu ? Justi?a Eleitoral.

A especialista em infraestrutura de TI?e?CEO da it.line, Sylvia Bellio, pontua que, al?m das pessoas n?o terem feito o cadastro por preferirem postergar, tamb?m existem outras causas. ?A?biometria est? bastante difundida hoje, sendo usada para desbloquear celulares, acessar portarias em condom?nios e?nas elei??es. Apesar disso, ainda h? muitos?mitos?que circulam por a? que acabam gerando desconfian?a?e?desconforto nas pessoas?, argumenta Sylvia.

Biometria: mitos?e?verdades

Uma pesquisa de uma empresa de cart?es de cr?dito, em parceria com uma consultoria de mercado, revelou que 90% dos brasileiros entrevistados disseram achar a?biometria?mais simples de usar do que senhas alfanum?ricas, por exemplo. Apesar do n?mero impressionante, outro dado acaba contrastando esse cen?rio.

De acordo com o levantamento Panorama Mobile Time/Opinion Box, divulgado no final do ano passado, somente 27% dos brasileiros que possuem smartphones utilizam a?biometria?como m?todo de desbloqueio. Os dados do Panorama Mobile tamb?m apontam que a maior parte das pessoas que n?o usam a?biometria?est?o na faixa et?ria dos 50 anos ou mais.

Sylvia salienta que ? importante elucidar alguns?mitos?que acabam circulando?e?fazendo com que as pessoas n?o adotem a?biometria:

?A?biometria?de um dedo decepado pode ser usada?

Segundo a especialista, esse ? um mito que por ser divulgado em filmes, acabou se tornando real para algumas pessoas. ?O fato ? que n?o ? poss?vel utilizar um dedo decepado para se identificar. Os sistemas hoje em dia tamb?m calculam quest?es como batimentos card?acos?e fluxo sangu?neo da parte que est? sendo escaneada.?.

? poss?vel pegar doen?as a partir do escaneamento do sistema biom?trico?

De acordo com Sylvia Bellio, n?o existem pesquisas cient?ficas que comprovem a transmiss?o de doen?as por contato direto atrav?s da biometria. "Em locais que n?o h? contato, como os que realizam leitura de ?ris, essa possibilidade inexiste?, ressalta Sylvia.

Ap?s realizar o cadastro biom?trico, as identidades podem ser roubadas dos sistemas?

A CEO afirma que h? uma possibilidade m?nima de biometrias serem roubadas atrav?s de hackers.? "O armazenamento dos dados das digitais dos dedos, face etc., s?o? transformados em um complexo c?digo bin?rio que ? totalmente encriptado. Ou seja, a decodifica??o desses da...

Ler notícia

Compartilhe

Whatsapp

Comentários