1 evento ao vivo

Abel divide méritos por primeira final e evita euforia: "Não sou muito de celebrar"

31 dez 2020
00h50
atualizado às 01h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ainda no início da trajetória pelo Palmeiras, Abel Ferreira garantiu na noite desta quarta-feira a classificação para sua primeira final no clube. Após o triunfo sobre o América-MG, alcançado no Estádio Independência, o português tratou de dividir os méritos pelo feito e evitou euforia.

"Isso é fruto do trabalho de muita gente: dos jogadores, de muitos departamentos, dos diretores. Nos proporcionam uma logística fantástica, o Cícero, o Barros. Nada nos falta. A estrutura dentro do CT dá todas as condições para estarmos preparados. E os jogadores sentem essa responsabilidade de ter que ganhar", declarou.

Na briga pelo título da Copa do Brasil, o Palmeiras enfrentará o Grêmio, que eliminou o São Paulo também nesta quarta-feira. As duas finais estão inicialmente previstas para os dias 3 e 10 de fevereiro de 2021, com mandos de campo a serem definidos pela CBF por sorteio.

"Ainda não ganhamos nada. Eu não sou muito de celebrar. Vocês não vão me ver celebrar com euforia nem, quando perdermos, ficar muito triste. Porque sei que, no futebol e na vida, o caminho é seguir em frente, aconteça o que acontecer. Portanto, é valorizar, acima de tudo, o trabalho coletivo", declarou o português.

Para alcançar sua primeira final, Abel Ferreira viu uma partida de poucas oportunidades diante do América-MG, responsável por eliminar Corinthians e Internacional na Copa do Brasil. No segundo tempo, o Palmeiras foi eficiente e garantiu o triunfo com gols de Luiz Adriano e Rony.

"Jogamos contra um time que não tinha responsabilidade absolutamente nenhuma. Estavam fazendo o jogo da vida, com uma campanha fantástica. Nós, Palmeiras, tínhamos toda a responsabilidade. Há que se valorizar essa pressão extra. Fomos capazes de assumi-la e, com todas as dificuldades, conseguimos o que queríamos", disse o técnico

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade